REVOGADO PELA LEI Nº 6750/2006

 

LEI Nº 4.274, DE 29 DE NOVEMBRO DE 1995

 

ALTERA O ESTABELECIDO ELA LEI 4167/94 PARA AS ZONAS ZR1/03, ZR1/05, ZR1/07, ZR1/08 E A ZONA DE USOS DIVERSOS 4-ZUD, CRIANDO A ZONA ESPECIAL 1-ZEI.

 

Texto para impressão

 

O PREFEITO MUNICIPAL DE VITÓRIA, Capital do Estado do Espírito Santo, faço saber que a Câmara Municipal decretou e eu sanciono a seguinte Lei:

 

Artigo 1º O Anexo 6/1/1 da Lei 4167/94 passa a vigorar com a seguinte redação:

 

ANEXO 6/1/1

 

ZONA RESIDENCIAL 1

TABELA DE CONTROLE URBANÍSTICO

 

USOS

ÍNDICES

 

C. A.

MÁXIMO

T. O.

MÁXIMA

T. P.

MÍNIMA

AFASTAMENTOS MÍNIMOS

PARCELAMENTO

PERMITIDOS

TOLERADOS

FRENTE

LATERAL

FUNDOS

TESTADA

MÍNIMA

ÁREA

MÍNIMA

Residencial

Unifamiliar

Multifamiliar

 

 

 

 

Supermercado

Hortomercado e

Kilão, com área

Superior a 500 ,

nas vias identificadas no Anexo 6/5

 

 

 

 

 

 

 

1,2

 

 

 

 

 

 

 

60%

 

 

 

 

15% nas

ZR1/04,

ZR1/06,

ZR1/07 e

ZR1/08

10% nas

demais

 

 

 

 

 

 

 

3,0m

 

 

 

 

 

 

 

1,5m a

partir do

pav.

 

 

 

 

 

 

 

 

3,0m a

partir do

pav.

 

 

 

 

 

 

 

15,0m

 

 

 

 

 

 

 

450,00

 

Comércio e

Serviço Social

Comércio e

Serviço de

Bairro nas Vias

Identificadas no

Anexo 6/5

Misto

(Residencial e

Não

Residencial)

C.A. – Coeficiente de Aproveitamento      T.O. – Taxa de Ocupação    T.P. – Taxa de Permeabilidade

 

OBSERVAÇÕES:

 

1. Nas Zonas Residenciais ZR1/04 e ZR1/06 é permitido apenas o uso residencial e o limite de gabarito é de dois pavimentos acima do perfil natural do terreno.

 

2. Na Zona Residencial ZR1/09 é permitido apenas o uso residencial, exceto nas vias identificadas no Anexo 6/5 e o limite de gabarito é de 2 pavimentos.

 

3. Nas Zonas Residenciais ZR1/03, ZR1/05, ZE1/07 e ZR1/08 o limite de gabarito é de 2 pavimentos.

 

4. Na Zona Residencial ZR1/03, além do uso residencial, são permitidos apenas o Comércio e o Serviço Local nas vias identificadas no Anexo 6/5.

 

5. Na Zona Residencial ZR1/03, nos lotes que possuem divisa lateral para a Av. N. S. dos Navegantes, poderão ser implantadas as mesmas atividades na ZUD4, mantidos os índices de controle urbanístico estabelecidos para a ZR1/03.

 

6. A critério do Conselho Municipal do PDU, poderão ser feitas maiores exigências para a implantação do uso tolerado.

 

7. A área destinada a vagas para guarda e estacionamento de veículos e carga e descarga de mercadorias é a constante dos Anexos 6/4/1 e 6/4/2.

 

8. Nas vias identificadas no Anexo 6/5 não são permitidas as atividades de oficina mecânica, serralheria e marcenaria.

 

9. A critério do Conselho Municipal do PDU, nos terrenos situados nos limites com o mar, serão tolerados os usos com fins turísticos, restaurantes, hotéis, marinas, clubes náuticos e afins.

 

Artigo 2º Fica denominado Zona Especial 1.ZE1, a área compreendida entre a Av. Nossa Senhora dos Navegantes, a Rua Licínio Santos Conte, a Rua Luiz Gonzales Alvarado e o Canal da Baia de Vitória.

 

Parágrafo único – Na área descrita no caput deste artigo fica proibido o uso residencial, sendo tolerada apenas a implantação de equipamentos de uso público ligado às atividades de lazer, turismo, cultura, eventos e sedes de Órgão da Administração Pública.

 

Artigo 3º Na construção destes equipamentos, deverão ser utilizados os seguintes índices de Controle Urbanístico.

 

ZONA ESPECIAL 1

TABELA DE CONTROLE URBANÍSTICO

 

USOS

ÍNDICES

 

 

AFASTAMENTOS MÍNIMOS

PARCELAMENTO

TOLERADOS

C.A. MÁXIMO

T. O.

MÁXIMO

ALTURA

MÁX.DA

EDIFIC.

 

T. P.

MÍNIMA

FRENTE

LATERAL

FUNDOS

TESTADA

MÍNIMA

ÁREA

MÍNIMA

Equipamento de uso Público ligados à atividades de lazer, turismo, cultura, eventos, e sedes de Órgãos da Administração Pública e outras atividades de Comércio e Serviços complementares à estes equipamentos

 

 

 

 

 

 

 

1,2

 

 

 

 

 

 

 

 

40%

 

 

 

 

 

 

 

10,00m

 

 

 

 

 

 

 

10%

 

 

 

 

 

 

 

8,00m

 

 

 

 

 

 

 

5,0m

 

 

 

 

 

 

 

 

6,0m

 

 

 

 

 

 

 

36,00

 

 

 

 

 

 

 

1.500,00

 

C.A. – Coeficiente de Aproveitamento      T.O. – Taxa de Ocupação    T.P. – Taxa de Permeabilidade

 

Parágrafo único - Na área descrita no “caput” deste artigo, fica proibido o uso residencial, sendo tolerada apenas a implantação de equipamentos de uso público ligados à atividades de lazer, turismo, cultura, e eventos. (Redação dada pela Lei nº 4914/1999)

 

Artigo 3º Na implantação desses equipamentos deverá ser usada a seguinte Tabela de Controle Urbanístico: (Redação dada pela Lei nº 4914/1999)

 

(Redação dada pela Lei nº 4914/1999)

ZONA ESPECIAL I

TABELA DE CONTROLE URBANÍSTICO

USO

INDICES

TOLERADOS

CA

CO

ALTURA MÁXIMA

DA

EDIFICAÇÃO

T.P.

AFASTAMENTOS MÍNIMOS

PARCELAMENTO

MÁXIMO

MÁXIMA

MÍNIMA

FRENTE

LATERAL

FUNDOS

TESTADA

ÁREA

 

 

 

 

 

 

 

MÍNIMA

MÍNIMA

Equipamentos

de uso Público

ligados à

atividades de

lazer, turismo,

Cultura,

eventos e

outras

atividades de

Comércio e

Serviços

complementares

à estes

equipamentos

 

 

 

 

 

 

1,2

 

 

 

 

 

 

40%

 

 

 

 

 

 

10,00M

 

 

 

 

 

 

10%

 

 

 

 

 

 

8,00M

 

 

 

 

 

 

5,00M

 

 

 

 

 

 

5,00M

 

 

 

 

 

 

35,00M

 

 

 

 

 

 

1.500,00

CA – Coeficiente de Aproveitamento

 

TO – Taxa de Ocupação

 

TP – Taxa de Permeabilidade

 

 

 

Parágrafo único – Todos os projetos, a serem implantados na área objeto desta Lei deverão ser previamente submetidos à apreciação do Conselho Municipal do Plano Diretor Urano, que os analisará quanto à adequação da volumetria à paisagem, sua relação com a localização das demais edificações, bem como quanto ao número de vagas necessárias ao estacionamento de veículos, carga e descarga de materiais.

 

Artigo 4º Não se aplica o dispositivo no artigo 98 da Lei 4167/94 na Zona Especial 1.

 

Artigo 5º Esta Lei se aplica aos processos administrativos em curso nos órgãos técnicos municipais.

 

Artigo 6º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

 

Palácio Jerônimo Monteiro, em 29 de novembro de 1995.

 

PAULO CÉSAR HARTUNG GOMES

PREFEITO MUNICIPAL

 

Este texto não substitui o original publicado e arquivado na Câmara Municipal de Vitória.