VEREADOR

FALE COM O VEREADOR

Max Da Mata (PSDB)

Nome civil: Maximiano Feitosa da Mata
Telefone: (27)3334-4662 / (27)3334-4660
E-mail: maxdamata.assessoria@gmail.com
Facebook: Twitter: Instagram: Youtube:

 

ATIVIDADE PARLAMENTAR

Nenhuma Participação de Mesa cadastrada
18ª Legislatura

Cargo: Membro
Comissão: COMISSÃO DE ESPORTE E LAZER

Cargo: Suplente
Comissão: COMISSÃO DE ACESSIBILIDADE

17ª Legislatura

Cargo: 4° Vice-presidente
Comissão: COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA, SERVIÇO PÚBLICO E REDAÇÃO <

Cargo: 2° Vice-presidente
Comissão: COMISSÃO DE CULTURA E TURISMO <

Cargo: Vice-presidente
Comissão: COMISSÃO DE MOBILIDADE URBANA <

Cargo: Suplente
Comissão: COMISSÃO DE OBRAS E SERVIÇOS <

Cargo: Presidente
Comissão: COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA <

Cargo: 2° Vice-presidente
Comissão: COMISSÃO DE DEFESA E PROMOÇÃO DOS DIREITOS DAS MULHERES <

Cargo: 2° Vice-presidente
Comissão: COMISSÃO DE DEFESA E PROMOÇÃO DOS DIREITOS DAS MULHERES

Cargo: Vice-presidente
Comissão: COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA

Cargo: Presidente
Comissão: COMISSÃO DE FINANÇAS

Cargo: Presidente
Comissão: MEIO AMBIENTE

Cargo: Vice-presidente
Comissão: MOBILIDADE URBANA

Cargo: Vice-presidente
Comissão: OBRAS E SERVIÇOS

Cargo: 2° Vice-presidente
Comissão: DEFESA DO CONSUMIDOR

Cargo: Vice-presidente
Comissão: POLÍTICAS URBANAS

16ª Legislatura

Cargo: Vice-presidente
Comissão: COMISSÃO DE FINANÇAS (16ª)

Cargo: Membro
Comissão: COMISSÃO DE SAÚDE (16ª)

Cargo: Presidente
Comissão: COMISSÃO DE TRANSPORTES (16ª)

Cargo: Suplente
Comissão: COMISSÃO DE POLÍTICAS URBANAS (16ª)

Cargo: Membro
Comissão: COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE (16ª)

Cargo: Suplente
Comissão: COMISSÃO DE EDUCAÇÃO (16ª)

Cargo: Suplente
Comissão: COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DE FISCALIZAÇÃO DAS LEI (16ª)

Cargo: Membro
Comissão: COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DE OBRAS E SERVIÇOS (16ª)


Frequência em Plenário:

Presente
2017 (52)

Falta Justificada
2017 (6)

Falta não Justificada
2017 (0)


BIOGRAFIA

Max da Mata iniciou sua trajetória política em 1999 na militância jovem do antigo PFL. Candidatou-se pela primeira vez nas eleições de 2000 ao cargo de vereador de Vitória, porém não se elegeu. Foi eleito pela primeira vez em 2008, quando disputou pela terceira vez, se tornando um dos vereadores mais jovens da casa, com 3.877 votos. Atualmente, está no seu terceiro mandato. Fora do Poder Legislativo, seu mais recente cargo foi o de secretário de Estado de Esportes e Lazer do Espírito Santo, no primeiro semestre de 2017.


É formado em Administração e Direito, diplomado em Teoria Política e Gestão Pública em Santiago (Chile), participou de diversas atividades e cursos sobre Política e Administração Pública no exterior em países como Alemanha, Colômbia e Espanha.

Como vereador, aprovou importantes leis na área de Bem Estar Animal, foi relator da CPI do Passivo Ambiental de Camburi e participou ativamente da discussão em torno da regulamentação do Uber no município. Como presidente da Comissão de Finanças, debateu as finanças do município e a necessidade de uma gestão mais eficiente e responsável com os recursos públicos. É autor da lei 8.121/2011, que estabelece a guarda responsável dos animais de estimação em Vitória e da lei 7.910/2010, que determina a esterilização gratuita de cães e gatos, executada pela Prefeitura, como medida de saúde pública e controle de zoonoses.

Em 2005, Max da Mata foi convidado pelo governador Paulo Hartung a integrar a sua equipe de governo. Durante os primeiros seis meses, foi subsecretário de Esportes e em seguida foi convidado a assumir a subsecretaria de Administração da Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos (Seger). Em junho de 2010, disputou as eleições para o Governo do Estado ao lado de Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB), como candidato a vice-governador.

Max da Mata ocupou o cargo de secretário de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana de Vitória em 2012 e, em 2015, foi secretário de Meio Ambiente de Vitória. Nesse período, coordenou o projeto cicloviário do município, renovou o parque de iluminação pública gerando economia para os cofres públicos e também propôs a criação de Unidades de Conservação para o município, entre outras importantes ações.